Geral 03/12/2018 - 11:38 - Núbio Brito / Governo do Tocantins

ATR realiza primeira etapa de fiscalização da Operação Final de Ano

A finalidade específica é de fiscalizar e coibir o transporte clandestino de passageiros e garantir a segurança aos passageiros A finalidade específica é de fiscalizar e coibir o transporte clandestino de passageiros e garantir a segurança aos passageiros - Núbio Brito / Governo do Tocantins
A finalidade específica é de fiscalizar e coibir o transporte clandestino de passageiros e garantir a segurança aos passageiros A finalidade específica é de fiscalizar e coibir o transporte clandestino de passageiros e garantir a segurança aos passageiros - Núbio Brito / Governo do Tocantins
A finalidade específica é de fiscalizar e coibir o transporte clandestino de passageiros e garantir a segurança aos passageiros A finalidade específica é de fiscalizar e coibir o transporte clandestino de passageiros e garantir a segurança aos passageiros - Núbio Brito / Governo do Tocantins
A finalidade específica é de fiscalizar e coibir o transporte clandestino de passageiros e garantir a segurança aos passageiros A finalidade específica é de fiscalizar e coibir o transporte clandestino de passageiros e garantir a segurança aos passageiros - Núbio Brito / Governo do Tocantins
A finalidade específica é de fiscalizar e coibir o transporte clandestino de passageiros e garantir a segurança aos passageiros A finalidade específica é de fiscalizar e coibir o transporte clandestino de passageiros e garantir a segurança aos passageiros - Núbio Brito / Governo do Tocantins
A finalidade específica é de fiscalizar e coibir o transporte clandestino de passageiros e garantir a segurança aos passageiros A finalidade específica é de fiscalizar e coibir o transporte clandestino de passageiros e garantir a segurança aos passageiros - Núbio Brito / Governo do Tocantins

Com a finalidade específica de fiscalizar e coibir o transporte clandestino de passageiros, garantir a segurança aos passageiros; Divulgação do direito ao Idoso (Lei Federal nº 10.741, de 01 de outubro de 2003 e a Lei Estadual nº 2.001, de 17 de dezembro de 2012;) e combater o transporte clandestino de passageiros. Além de orientar a prestação de serviços do transporte rodoviário intermunicipal, do sistema Convencional, Alternativo e Fretamento Eventual ou Contínuo nos municípios do Estado, a Agência Tocantinense de Regulação (ATR) realizou, entre os dias 26 de novembro e 01 deste mês, na região do Bico do Papagaio, a primeira etapa da Operação Final de Ano.

Divulgado pela ATR nesta segunda-feira, 03, o balanço da operação, de acordo com a Diretoria de Fiscalização da ATR, as principais infrações encontradas durante a operação foram: Veículos em operação sem a documentação de porte obrigatório; alteração do horário do esquema operacional de serviço homologado pela ATR; Alteração do valor da tarifa cobrado e o homologado pela ATR; Veículos com falta de dispositivo de sinalização luminosa ou refletora de emergência.

Durante a operação foram montadas 09 barreiras (Blitz), 76 veículos foram fiscalizados e encontrados 05 clandestinos; realizadas 61 orientações e 10 autos de infrações aplicados. Já o fluxo de pessoas viajando foi de 665 passageiros.

Para o presidente da ATR, Roberval Pimenta, a operação atingiu o esperado e um dos motivos para o êxito da operação foi o trabalho qualificado de nossos agentes de fiscalização no cumprimento das leis que regem o transporte público do nosso Estado. “Demos um passo importante no combate às irregularidades no transporte intermunicipal, esse trabalho terá continuidade durante todo o mês de dezembro para que a população, de um modo geral, tenha um transporte público mais seguro e confortável”, disse.

A operação foi desenvolvida nos municípios de Araguatins, Augustinópolis, Axixá, Sítio Novo, São Miguel, Carrasco Bonito, Buriti, Esperantina, Ananás, Xambioá, Araguaína, Fortaleza do Tabocão e Colinas, com orientações, autuações e notificações aos prestadores de serviços que estavam em situações irregulares, objetivando a correção das falhas e propiciando um transporte público mais seguro e confortável.