Geral 04/05/2017 - 17:21 - Nubio Brito / Governo do Tocantins

Avaliação econômico-financeira foi tema do segundo dia de reunião do Projeto Interáguas

Avaliação econômico-financeira foi tema do segundo dia de reunião do Projeto Interáguas Avaliação econômico-financeira foi tema do segundo dia de reunião do Projeto Interáguas - Nubio Brito / Governo do Tocantins

O segundo dia de reunião do Programa de Desenvolvimento do Setor Água (Interáguas) teve como conteúdo a avaliação econômico-financeira, incluindo o diagnóstico e a proposta de modelo. O encontro começou na terça-feira, 4, e faz parte de uma das etapas do projeto de assistência técnica, elaboração de estudos e capacitação técnica em regulação e fiscalização de serviços de abastecimento sanitário, do Ministério das Cidades, financiado pelo Banco Mundial e realizado pelo Consórcio Regulasan, em Palmas.

Os resultados esperados, durante a exposição realizada pelo instrutor Marcio Gabrielli, são que os participantes do curso nivelem seus conhecimentos sobre a avaliação econômico-financeira, atualizem com os distintos modelos utilizados e conheçam um diagnóstico realizado no âmbito do projeto nas agências.

De acordo com o gerente de saneamento da Agência Tocantinense de Regulação (ATR), Robson Gabriel, o curso é excelente e traz as informações necessárias para a regulação econômico-financeira.  Ele destaca dois pontos importantes apresentados até agora, o Estudo Tarifário e as Faixas de Consumo. “Esses dois pontos são os mais polêmicos, os mais cobrados pela população e, a partir desse curso, teremos condições técnicas de responder todos os questionamentos futuros”, destacou.

Para o representante da Agência Reguladora Intermunicipal de Saneamento de Santa Catarina (Aris/SC), Adir Facthio, esse trabalho está sendo feito para tentar encontrar um direcionamento eficaz das normativas nas ações das agências reguladoras. Ele destaca, ainda, que as dificuldades são diferentes em cada região do país, como escassez de água e esgoto, mas a regulação tem uma zona ativa que segue uma diretriz. “Esse projeto do Ministério das Cidades está fazendo com que as agências de Regulação procurem ter um mesmo direcionamento de suas normativas, uma ideia inteligente”, ressaltou.

O instrutor Bruno Aguiar Carraro observou o interesse e o envolvimento dos participantes, mostrando que estão capacitados para o nível de discussão dos assuntos tratados, disse, ainda, que os problemas são os mesmos para todos os municípios e o curso está oferecendo as possibilidades e ferramentas disponíveis para se fazer um diagnóstico e chegar a um resultado que atenda a comunidade.

Além da Agência Tocantinense de Regulação (ATR), participam das oficinas as agências de regulação dos estados do Pará, São Paulo, Santa Catarina, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Ceará, Paraná, Mato Grosso do Sul, Goiás, e do Distrito Federal, entre outros representantes de setores técnicos ligados ao saneamento.

Projeto Interáguas

É um programa de desenvolvimento e coordenação para criar um ambiente onde os setores envolvidos com a utilização da água possam se articular e planejar suas ações, de maneira racional e integrada, para contribuir com o fortalecimento da capacidade de planejamento e gestão, especialmente nas regiões menos desenvolvidas do país. Portanto, são ações do projeto liderado pelo Ministério das Cidades, que possibilitam a melhoria do ambiente regulatório de saneamento básico nos municípios.

Compartilhe esta notícia