Geral 05/09/2016 - 17:48 - Nubio Brito / Governo do Tocantins

Estado atende reclamações de usuários de agua através da Ouvidoria

 Laudo de aferição do hidrômetro atestou que a medição do volume consumido foi incorreta Laudo de aferição do hidrômetro atestou que a medição do volume consumido foi incorreta - Nubio Brito / Governo do Tocantins

Nesta sexta-feira, 02 de setembro uma equipe com engenheiro civil e técnico em Saneamento da Agência Tocantinense de Regulação e Fiscalização (ATR), esteve em Paraiso do Tocantins atendendo a uma reclamação de uma consumidora de água, através da Ouvidoria. A reclamação se baseava no alto valor das faturas que estavam sendo gerados.

“Fomos até a residência e constatamos que duas faturas apresentavam valores excessivamente altos, orientamos a proprietária que procurasse a Odebrecht Ambiental / Saneatins para avaliar se o problema era mesmo de alto consumo, vazamento interno ou problemas no hidrômetro, ela assim o fez, e foi constatado que o problema era no hidrômetro”, explicou o gerente de Saneamento da Agência de Regulação, Robson Gabriel de Araújo.

A partir do laudo da aferição do hidrômetro que atestou que a medição do volume consumido foi incorreta, a ATR determinou que a Odebrecht Ambiental / Saneatins corrigisse o valor cobrado. “A resolução nº 029 estabelece um prazo de 15 dias para seja feito a devida correção, se não for atendida, a Odebrecht Ambiental / Saneatins poderá ser multada”, afirmou o gerente de saneamento Robson Gabriel.

A Agência de Regulação, ATR realiza dois tipos de fiscalização: as programadas e as não programadas. As programadas são aquelas as fiscalizações planejadas durante o ano e são realizadas mensalmente nos municípios em que a Agencia de Regulação tem a prerrogativa de regular e fiscalizar. As fiscalizações não programadas são aquelas que ocorrem através de denuncias na imprensa, na Ouvidoria, ou seja, ocasionalmente

De acordo com o presidente da Agência de Regulação, Jota Patrocínio, é fundamental a fiscalização da qualidade da água e dos serviços que estão sendo prestados a população tocantinense em suas residências, escolas, hospitais e empresas. “Estamos incrementando, ainda mais, esse trabalho de fiscalização, e qualquer alteração encontrada, a concessionária será notificada para que tome as providências necessárias para sanar o problema detectado”, ressaltou.

A ouvidoria Geral do Estado é um canal aberto de comunicação entre o Governo do Tocantins e o cidadão, para receber suas manifestações sobre os serviços públicos prestados pelo Estado: reclamações, denúncia e elogio. Ligue para o número 162.

 

 

Compartilhe esta notícia